18 de Maio - Dia Nacional da Luta Antimanicomial

Hoje é o dia nacional da luta antimanicomial, e eu não poderia deixar de publicar uma reflexão sobre os direitos dos portadores de transtornos mentais. Graças ao movimento da reforma psiquiátrica, atualmente temos diversos programas que substituem e reabilitam de forma humanizada as pessoas com sofrimento mental - CAPS, casas de acolhimento, consultórios de rua... mas ainda temos muito a melhorar, a luta continua.

(...) Os chamados “loucos” ou “doentes mentais” são personagens conhecidos sobretudo como pessoas perigosas e incompreensíveis, alheios ao contato com outros seres humanos. Sem dúvida, eles nos dizem coisas muito estranhas. Sentem-se comandados telepaticamente por outras pessoas, escutam vozes e acreditam-se perseguidos. Mas como reagirá uma pessoa que se julga perseguida quando de fato decidimos o seu destino abusando da força?

Sob o pretexto de curá-los, os chamados loucos foram internados em instituições carcerárias – como eram os primeiros manicômios, e continuam sendo os hospitais psiquiátricos mais modernos. E a partir daí, o mais pesado destino lhes foi imposto: um destino sem futuro. Sofrem maus-tratos físicos e humilhações morais. São vistos como motivo de vergonha para suas famílias, e de ameaça para a sociedade. Considerados incapazes de produzir, de amar e de conviver, perderam os laços de afeto, de trabalho, de cultura, que tecem uma vida humana. Freqüentemente, quando recebem alta, a solidão no hospital psiquiátrico é trocada pelo abandono, sem o apoio indispensável para reatar os vínculos rompidos.

Fala-se para eles, fala-se por eles – e assim, são constantemente impedidos de falar em seu próprio nome. Quando falamos COM eles, a conversa é outra. Ao escutá-los, sem medo ou prepotência, percebemos que a loucura, antes de ser uma doença, é uma experiência humana – e como tal deve ser tratada.

MINAS GERAIS. Secretaria de Estado da Saúde . Atenção em Saúde Mental - Linha Guia. Belo Horizonte: [s.n.], 2006.
 

© Revivenciando Psicologia - Tecnologia do Blogger